As cores e suas funções (1a. Parte)

Nos artigos  A Influência das cores no ser humano (1a. parte e 2a.parte)  e  CHACRAS – ou Centro de Forças  explicamos como são absorvida as cores pelo nosso sistema de chácras, centros de energias do corpo.

As cores do espectro solar vinculam-se diretamente à toda Natureza do nosso Planeta, constituindo-se no elo vital de tudo que existe entre nós, seja mineral, vegetal ou mineral.

A tonalidade de cor é a forma pela qual conseguimos identificar a vibração da onda energética luminosa, que nos envolve e impulsiona a visão. È chamada também de cor RETINIANA, isto é, energia luminosa cujos impulsos são classificados e traduzidos pela nossa retina.

Plano Físico:
O corpo físico tem sua composição básica, formada pelas cores AZUL, VERDE, AMARELO e ROSA. Sobram das cores do espectro outras três Laranja, Índigo e o Violeta. Que usamos como auxiliares de correção do desequilíbrio energético de cada uma das principais.

Plano Espiritual:
A nossa visão e a nossa capacidade estão diretamente relacionadas com a nossa elevação espiritual. Essas cores são lindíssimas, luminosas e de imensa claridade. São chamadas cores espirituais.

A COR AZUL:
A visão do nosso planeta tanto de fora como de dentro é AZUL. No horizonte visual, a “linha” que separa a terra do céu também e AZUL. Não é difícil concluir a importância dessa cor na nossa vida.
Por sua função é uma das cores de maior importância no espectro, principalmente, pela sua ação sobre o SISTEMA NERVOSO, ARTERIAL, VEIAS, VASOS, MÚSCULOS, OSSOS E PELE. Também tem sua função terapêutica como regenerador celular, reajustador, calmante, absorvente, lubrificante, analgésico e fixador energético. O AZUL é uma cor implícita em qualquer tratamento cromoterápico. Usado para limpeza e ajuste dos campos áuricos. No plano da cura física, sua função energética, aparece de uso intenso nos tratamentos dos problemas ósseos, onde é usado na dupla função de analgésico e regenerador de medulas, tecidos conjuntivos, pequenas veias e vasos, que alimentam e constituem o tecido ósseo.
Também realiza a função de absorvente e eliminador de gases, tanto estomacais quanto intestinais, na área do aparelho digestivo.
Analgésico específico para todas as dores do corpo físico, também e calmante do sistema nervoso.
Como lubrificante, sua ação é dirigida para as juntas e articulações do sistema ósseo, muito usado, para lubrificar tubo retal nos dolorosos casos de prisão de ventre.

Azul Índigo – é coagulante natural da corrente sanguínea. Sua eficácia no controle da hemorragia, ferimento e até vazamento de bolsas de gestantes, tem sido comprovado ao longo dos últimos anos.

Funciona também para fixação da cor LILAS, em todo trabalho de cauterização, não só fixa a vibração da cor, como remove os excessos, que por ventura ocorra como distração, erro na contagem de tempo durante uma aplicação.

O AZUL, sua ação terapêutica como equilibrador, é tão intensa, que é sempre aconselhável colocar uma lâmpada AZUL em qualquer ambiente de espera ou em ante-salas de consultórios de psicólogos e médicos.

Muito eficiente para os processos de inquietação infantil, insônia e ansiedades em adultos. È recomendável deixar uma lâmpada AZUL acesa no quarto de repouso, por algumas horas ou por toda a noite. Equilibra e acalma (lâmpada de 40wts)
Na parte espiritual, uma Aura de tom AZUL claro, representa religiosidade e ligação com a vida do mundo maior.

(Fonte: Dra. Laís Martins – Terapeuta Holística)

Continue lendo: As cores e suas funções – 2a. parte»

Nenhuma Resposta

  1. Pingback: As cores e suas funções (2a. Parte) 8 de novembro de 2012

Deixe seu Comentário