Casos de câncer causados por HPV aumentaram nas últimas duas décadas

O número de casos de câncer de cabeça e pescoço ligadas ao vírus do HPV tem aumentado consideravelmente nas últimas duas décadas, e já responde a um número maior que os tipos da doença causados por tabaco ou álcool, segundo um novo estudo.

Pesquisadores testaram 271 amostras de câncer de tecidos coletados de pacientes com câncer de faringe entre 1984 e 2004. De 1984 a 89, cerca de 16% de casos de câncer de amígdalas, garganta e boca davam positivos para HPV. Já no período de 2000 a 2004, a proporção subiu para 72%.

Isso significa que a taxa de vírus relacionados ao câncer passou de 0,8 casos por 100.000 pessoas em 1980 para 2,6 casos por 100.000 pessoas na década de 2000 – um aumento de 225%.

O HPV é mais conhecido como o vírus que causa o câncer cervical em mulheres, mas por causa de maiores esclarecimentos sobre a doença, a taxa de câncer diminuiu ao longo do tempo. Os autores prevêem que se as tendências atuais continuarem, o câncer bucal pode se tornar o mais comum tipo de câncer relacionado ao HPV, superando o câncer cervical.

A boa notícia é que os pacientes com o tipo de câncer proveniente do HPV têm melhores taxas de sobrevivência do que aquelas com câncer devido a outras causas. O motivo, possivelmente, se deve ao fato de que seus tumores têm menos danos genéticos, o que os torna mais sensíveis ao tratamento.

A vacinação é a principal arma, sobretudo dos jovens, e é recomendada para meninas e mulheres como forma de proteção contra o câncer do colo do útero. O medicamento também está aprovadp para os meninos que quiserem se proteger contra as verrugas genitais e o câncer anal.

(Fonte: Mulher – O Dia)

Deixe seu Comentário